A gravidez é provavelmente o período mais crucial das nossas vidas no que toca ao desenvolvimento da nossa estrutura biológica e das nossa tendências emocionais, intelectuais e espirituais.
O processo de gravidez é verdadeiramente maravilhoso para não dizer milagroso, e neste, uma célula única, o óvulo fertilizado, dá origem a um ser humano completo em 280 dias. De um ponto de vista evolutivo, em 9 meses o feto replica cerca de 2,8 mil milhões de anos de evolução biológica, pelo que cada dia de gravidez tem implicações profundas no desenvolvimento global da criança.
Tudo o que a mãe ingere, sob a forma de alimentos, bebidas, medicamentos ou drogas, filmes, livros, ambiente familiar ou outros influencia em maior ou menor grau o bebé.
No oriente existe uma expressão, "Tai-kyo", que se pode traduzir por "educação embrionária" ou "aprendizagem no útero"; a ideia do "Tai-kyo", originária da China e adoptada há 400 anos no Japão, é de que a educação duma criança começa antes do nascimento; assim, a mãe, o pai e toda a comunidade que os rodeiam participam duma forma positiva, apoiante e encorajadora durante todo o processo da gravidez. Comunicando com o bebé, lendo poesia, ouvindo música, fazendo exercícios, etc. Existe mesmo a organização de concertos com música adequada para o desenvolvimento harmonioso do feto.
Numa sociedade onde as mulheres grávidas têm cada vez menos tempo para cuidarem de si mesmas e levarem uma vida mais calma e sã, parece-me que estes são bons princípios para começar a colocar em prática.

Francisco Varatojo