Para escrever este artigo inspirei-me no blog https://ervilhasecenouras.wordpress.com

Para planear as refeições semanais eis as minhas sugestões:

- Sentar um dia por semana, o que der mais jeito - sábado de manhã, numa folga -, com papel e caneta, agenda aberta, horário de trabalho, etc. , de preferência acompanhada;

- Observar o que está no frigorífico/despensa, inclusive se existe comida congelada pronta a usar;

- Numa folha escrever pelo menos um prato por dia (pode ser o do jantar que sobra para o almoço seguinte para levar na lancheira para o trabalho) e pelo menos 2 sopas para a semana (podem ser congeladas);

- Importante planear e alternar os pequenos-almoços. Nesta época do ano a fruta começa a ser mais variada, é mesmo de aproveitar e fazer monorefeições de fruta (usar apenas uma fruta a cada refeição. Que porção? Até saciar!). Batido ou sumo de fruta e vegetais, papa de flocos de aveia, quinoa, milho painço/millet, arroz, trigo-sarraceno com fruta e sementes ou a mais frequente pão (de preferência sem glúten com manteigas de oleaginosas e uma tisana para o fígado). Outra opção para quem tem pouca disponibilidade de manhã são os “overnight oats”, fáceis de preparar;

- Em simultâneo com este planeamento escrevo noutra folha a lista de compras do que é preciso para estas refeições e o que faz falta no geral. Dou sempre preferência a tudo o que não venha embalado, mas pode ser interessante acrescentar nessa lista alguns produtos que facilitem a vida. Num dia que se chegue a casa muito tarde, existir uma refeição quase pronta ajuda sempre! Já existem no mercado algumas boas alternativas como “quinoa pronta a usar”, “massas recheadas” que exigem uns minutos para confecionar… mas, são opções pontuais;

- É natural a meio da semana ter necessidade de comprar mais frescos fruta e vegetais;

- É preciso não desanimar e encarar este planeamento como um desafio que vai melhorar a nossa qualidade de vida, não só ao nível do Tempo como da Saúde.

 Espero que vos seja útil! kiss