É o doce que mais gosto, especialmente com esta qualidade de abóbora, que é muito doce.
Pode fazer com outra qualidade, desde que seja doce, senão terá de acrescentar um adoçante à receita.

Ingredientes:

- abóbora hokkaido
- sumo de laranja
- 1 pitada de sal marinho
- pau de canela
- xarope de acer ou de tâmaras (opcional)

Preparação:

Descascar as abóboras, cortá-las aos pedaços e colocá-las num tacho vazio, com o lume baixo.
Deitar a pitada de sal e esperar que as abóboras comecem a desfazer-se.
Em seguida juntar o sumo de laranja e o pau de canela. 
Tapar e deixar cozinhar durante pelo menos 2 horas. Mexer de vez em quando.
Para o mais gulosos adicionar o xarope de acer ou de tâmaras. Com esta abóbora não costumo juntar adoçante.
Se não gostar da textura final poderá passar a abóbora.
Finalmente, é só deitar a compota em frascos, previamente esterilizados em água a ferver. Deixar arrefecer e depois de tapar e guardar.

Cá em casa dura bastante tempo, apesar de ser super bom! laughing

Experimente e veja como este tipo de compota é muito agradável para pôr no pão acompanhado, por exemplo, com uma tisana do seu gosto ou um café de cereais.

Bom apetite!

Uma sopa diferente das que está habituado a consumir, utilizando alimentos da época e cheia de nutrientes.

Ingredientes:

- abóbora hokkaido
- beterraba
- manjericão
- uma cabeça de alhos inteira
- sal marinho q.b.
- queijo “vegan” (opcional)

Preparação:

Numa panela, com água suficiente para cobrir todos os ingredientes, cozê-los e depois reduzir tudo a puré (menos a cabeça de alhos).
Finalmente juntar as beldroegas e deixar cozer mais 2 a 3 minutos (depende do gosto de cada um, eu dou apenas uma pequena fervura).
Pode acompanhar com um queijo “vegan”, que seja duro, à moda do Alentejo.

Dica: na época dos figos também poderá acompanhar a sopa com esta fruta …


Bom apetite!

Geralmente costumo fazer com massa "Soba" (trigo sarraceno) ou "Udon" (trigo), mas esta é com batatas ...
Para mim tanto serve para o jantar como para o pequeno-almoço, depende da vontade!

Ingredientes:

- batatas pequenas bio
- brócolos
- cenouras
- cogumelos shitake
- algas hiziky
- molho de soja sem glúten
- gengibre às rodelas
- miso de cevada
- hortelã.

Preparação:

Cortar os ingredientes em pedaços e deixar a cozer em pouca água.
Gosto deles “ao dente”. Temperar com o molho de soja e no final com o miso de cevada, que não deve ferver a fim de conservar as propriedades terapêuticas.
Sugiro que a dose de miso não ultrapasse 1 colher de chá por pessoa.

Ingredientes:

• 2 bananas
• 2 a 3 colheres de sopa de sementes de chia
• Leite vegetal caseiro
• Cacau em pó cru
• Adoçante a gosto (xarope de acer / tâmaras)
• Canela, cacau em pó ou em pepitas

Preparação:

Colocar as sementes num copo ou taça de vidro e juntar a bebida vegetal, o cacau em pó e o adoçante, tendo em conta que a chia aumente e absorve até 7 vezes o seu volume.
Mexer bem e deixa repousar. Tornar a mexer, de vez em quando, até a mistura engrossar e ficar com uma textura de pudim.
Corta as bananas em rodelas e dispõe numa taça.
Adiciona o pudim de chia e polvilha com a canela ou o cacau.

Contactos

964 746 943
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.